Professor, publique aqui!

Para publicar nesse blog envie E-mail p\ blogdoprofessor.postar@blogger.com Cc peutzenfc@yahoo.fr

Se for REGISTRADO publique aqui

Não é registrado no blog (registre aqui)



quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Manifestação em favor da Palestina e de seu povo

Manifestação em favor da Palestina, nesta quinta-feira, dia 15, em BH

O Comitê Mineiro de Solidariedade ao Povo Palestino, que reúne dezenas de entidades sindicais, classistas e da sociedade civil, além de partidos políticos de Minas, promove, a partir das 8 horas desta quinta-feira, 15, uma vigília cívica na Praça 7, para repudiar o massacre criminoso e genocida que vem ocorrendo na Faixa de Gaza, promovido por Israel.

O ato contará com a presença do embaixador da Palestina, Ibrahim Al Zeben, que concederá entrevista coletiva no local.

Contará ainda com exposição de fotos e exibição de vídeos sobre os ataques sofridos pelo povo palestino.

Às 15 horas, uma passeata sairá da Praça 7 rumo à Federação Israelita, na Rua Rio Grande do Norte, 477, na região central de BH.





MANIFESTO DE SOLIDARIEDADE AO POVO PALESTINO

Os Movimentos Sociais, Entidades de Classe e Partidos abaixo assinados, vem a público manifestar seu repúdio ao massacre criminoso e genocida que está ocorrendo na Faixa de Gaza, promovido pelo Estado sionista (racista) de Israel, que assassina pessoas indefesas, em sua grande maioria, crianças e mulheres.
O Governo Israelense promove, mais uma vez, a tática de “ataques preventivos” adotadas pelo Governo Bush, como tem sido no Iraque e no Afeganistão, aumentando a violência contra o povo palestino, que há décadas, tem sua nação dividida e usurpada pela partilha imperialista de seu legítimo território (ver mapa no verso). No caso da Faixa de Gaza vem agravar o estado de privações, de todo o tipo, devido ao criminoso embargo promovido pelo governo israelense, levando a um confinamento total da população.
Os ataques ocorridos nessas últimas semanas já mataram e feriram milhares de pessoas. Toda a infraestrutura foi destruída, afetando o funcionamento de hospitais, escolas, comunicações e as demais necessidades básicas.
Pela dimensão do ataque e a generalização inescrupulosa do bombardeio, este já é um dos maiores genocídios praticados por armamento de guerra nesse século; Utiliza-se de armas condenadas por convenções internacionais, como bombas de fósforo e urânio empobrecido.
O terrorismo de Estado promovido pelo governo israelense, financiado pelo EUA, longe de por fim à crise estabelecida na região, apenas a aprofundará. Deve-se ressaltar que parte da população israelense não concorda com essa política do seu Governo.

As entidades abaixo assinadas condenam veementemente a carnificina promovida pelo Estado de Israel contra a população palestina exigindo:
1- Cessar fogo imediato e abertura da fronteira para a entrada de remédios, alimentos e de ajuda médica na Faixa de Gaza.
2- Pela autodeterminação do povo palestino e o reconhecimento de seus legítimos representantes eleitos.
3- Pela criação do Estado da Palestina e o fim das ocupações de Israel em seu território.
4- Pelo rompimento diplomático e comercial do Governo brasileiro com o Estado terrorista de Israel.

Dia 15/01/2009 – 15 h – Participe! Divulgue!

NOVO LOCAL PARA CONCENTRAÇÃO
PRAÇA SETE



CONTATO Prof. Kaled Amer Assrany (Fearab)
Carlos Calazans (I MG Rel Trabalho)
Fábio Bezerra (Intersindical)
Pedro Valadares (Conlutas)
Heitor Reis (Abraço) (31) 3337 2389
(31) 9319 3263
(31) 9183 3762
(31) 3271.2406
(31) 3243 6286 prof.kaled@superig.com.br
-
fambez@ig.com.br
pedrovaladares@ig.com.br
heitorreis@gmail.com



COMITÊ MINEIRO DE SOLIDARIEDADE AO POVO PALESTINO

Abraço-MG (Assoc Bras Radiod Comunitária)
AMES-BH (Assoc Metrop Estud Secundáristas)
Anadefi (Aliança Nacional Deficientes Físicos)
Asttra-BH e região (Aposentados Pensionistas)
Assoc Trabalhadores Transporte Rodoviário
Casa da América Latina
Cellos-MG (Centro Luta pela Livre O. Sexual)
CCML (Centro Cultural Manoel Lisboa)
Consulta Popular
CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil)
Conlutas (Coordenação Nacional de Lutas)
CUT-MG (Central Única dos Trabalhadores)
DCE-UFMG (Diretório Central dos Estudantes)
FSM (Fórum Social Mineiro)
Força Sindical/ MG
Fearab (Feder Entidades Árabe-Brasileiras)
Fetaemg (Feder Trabalhadores Agricultura)
Fitert (Fed Interest Trab Empr Radiodif e TV)
Fórum Mineiro de Saúde Mental
Fórum de Moradia do Barreiro Grêmio Livre Estudantil do Estadual Central
Grupo Fé e Política Paróquia S Dimas V Jatobá
Grupo “Gay” da Bahia
Guna (Assoc Nacional Universitários Prouni)
Instituto 25 de Março
Instituto Mineiro das Relações do Trabalho
InterSindical/MG
Jornal A Verdade
MLB (Movimento Luta Bairros, Vilas e Favelas)
MLC (Movimento Luta de Classes)
MST (Movimento Trabalhadores Sem Terra)
PCB (Partido Comunista Brasileiro)
PCdoB (Partido Comunista do Brasil)
PCO (Partido da Causa Operária)
PCR (Partido Comunista Revolucionário)
PDT (Partido Democrático Trabalhista)
PSTU (P. Socialista Trabalhadores Unificado)
PSOL (Partido do Socialismo e Liberdade)
RC (Refundação Comunista)
PT (Partido dos Trabalhadores)
Sindicato dos Jornalistas de MG
Sindicato dos Securitários de MG
SindRede-BH (Sind Trab Educ R Públ Munic)
Sind-UTE/MG (Sind Único Trab Educação)
Sintect/MG (Sind Trab Empr Correios Telégr)
Sindieletro-MG (Sind Interm Trab Ind Energ)
Senalba-MG (Sind Empr Entidades Culturais)
Sindeess (Sind Trab Hosp Privados)
Sind-Saúde-MG (Sind Único Trab da Saúde)
Sindpol-MG (Sind Servidores Polícia Civil)
Sinfarmig-MG (Sindicato dos Farmacêuticos)
Sinpro-MG (Sindicato dos Professores)
Sintert-MG (Sind Trab Empr Radiodif e TV)
Sitraemg (Sind Trab Poder Judiciário Federal)
UBES (União Bras Estudantes Secundários)
UJC (União da Juventude Comunista)
UJR (União da Juventude Rebelião)
UJS (União da Juventude Socialista)


Um abraço a todos.
Geraldinho
Dir. colegiada Sind REDE
CME

6 comentários:

Anônimo disse...

Esse manifesto é infantil. Às vezes nos causa vergonha ter um sindicato que defende o Hamas....
Uma coisa é uma manifestação em favor da Palestina e de seu povo, outra coisa é o apoio ao grupo terrorista Hamas. Ou se apoia a Palestina ou se apoia o Hamas; quem apoia o Hamas é tão terrorista quanto.... Quanta desinformação esse manifesto passa. Viva a ignorância....

Anônimo disse...

Olá, anônimo!

Não considero o manifesto infantil e apesar de não concordar com ele na íntegra, o postei aqui.

Nem vejo nele e nem no Sind-REDE - pelo menos como tese do Sindicato - a defesa do Hamas e de sua política de lançar mísseis ou foguetes contra Israel.

Foi esta a intenção ao postar aqui o convite: para que as pessoas que acreditam que a guerra deve parar, sejam elas simpatizantes de qualquer lado, possam se mobilizar. Só isto.

As muitas leituras que se pode fazer sobre a guerra/conflito, sobre suas causas e suas consequências devem ser feitas, mas que não se extrapole o que o texto e os outros dizem.

Eu mesmo abomino o terrorismo, de direita e de esquerda, seja dos militares de 64, do Hamas, dos nazi facistas, do Kmer Vermelho, do Sendero, da KKK, das Farc...

Acredito e aposto ainda nesta pobre e enfraquecida democracia com seus muitos limites e parcos resultados.

Democracia que nos permite inclusive discordar e criticar as instituições político partidárias e sindicais. E muito mais.

O que não se pode, repito, sob pena de incorrer em injustiça é generalizar a atitude de alguns, sem nomeá-los, chamando TODOS de terroristas.

E a propósito, eu asino o que posto e o que escrevo...Talvez você não o tenha feito por esquecimento. Talvez...

Um abraço. prof. Geraldinho.

Anônimo disse...

Eu vi a manifestação. Tinha um caminhão da CUT e umas 300 pessoas. De cima do caminhão tinha um evangélico falando um monte de bobagens. Tinha tambem uma bandeira de Israel com uma suastica, o que me parece é o cliche deste tipo de manifestação.

Recebi um planfleto cheio de erros de português e incorreções históricas, com imagens fortes, que me pareceu propaganda mais do que barata.

Da esquina da Rio Grande do Norte eu vi a multidão gritando e atirando coisas num prédio. Depois do trabalho passei por lá e vi que tinham pixado o muro.

Na minha opinião, este tipo de manifestação no Brasil é uma péssima ideia. Acho que o conflito entre palestinos e Israelenses diz respeito apenas a eles. Porque é que não tem manifestação de apoio aos Sudaneses ou aos Kurdos, entre muitos outros injustiçados no mundo?

Os Gazanos elegeram um grupo terrorista, que atira misseis diariamente em Israel, tornando a vida dos Israelenses num inferno. O Hamas usa de terrorismo, homens-bomba e civis como escudos humanos...se eles estivessem dispostos a negociar, me parece que a situação já estaria resolvida a muito tempo...

Me dá vergonha ver Brasileiros, que não entendem nada do assunto, dando suporte a este tipo de organização.

Prof. Luiz Carlos Miranda disse...

também estive na manifestação, e não tinha só a CUT. Mais de oitenta organizações sociais estiveram presentes. A manifestação contou com mais de mil pessoas, além das que passaram pela praça sete e puderam ver as fotos e os vídeos. Você viu o que seus olhos preconceituosos lhe mostraram. A manifestação foi contra o genocídio, e você não conseguirá diminuí-la dizendo que foi a favor do hamas. da mesma forma, se mostra estremamente tecnicista ao avaliar o panfleto pelos erros de norma culta, quando a norma política é simplesmente omitida. Pena, quem sabe você não consegue uma vaga na smed pela cota do PSDB?

Anônimo disse...

Ó professor, use a razão, não apele.........

Anônimo disse...

The Freedom Theatre Under Attack!



On the morning of April 15, 2009, an unknown individual set fire to The Freedom Theatre in Jenin Refugee Camp, Occupied Palestine. The main door of the theatre was completely burned, but the fire did not spread inside the building and the theatre remains largely unharmed.

This was the second attempt to burn the theatre. On the night when Al Kamandjati Music Centre in Jenin was devastatingly set on fire three weeks ago, there was also a first failed attempt to destroy The Freedom Theatre.

The Palestinian Police was immediately informed of the initial attempt to burn the theatre, but to date nothing has come out of the police investigation. This renewed attempt confirms that the theatre remains unprotected and a target for more attacks in the near future.

We are therefore calling upon all of You, who believe the future of Palestine lies in its culture, to raise your voices and stand beside us to confront these barbaric acts against the future of the Palestinian people.

We are calling upon the Palestinian Authority to do whatever in its power to bring these criminals to justice and to save the Palestinian liberation struggle from ever darkening days.


The Freedom Theatre has grown to be very successful in the Jenin area. In the past year more than 16,000 boys, girls and adults visited the theatre and took part in our activities, and the recent theatre production of “Animal Farm” was a great success, bringing thousands of youth from the whole Jenin district to the theatre.


Do not let The Freedom Theatre be destroyed!