Professor, publique aqui!

Para publicar nesse blog envie E-mail p\ blogdoprofessor.postar@blogger.com Cc peutzenfc@yahoo.fr

Se for REGISTRADO publique aqui

Não é registrado no blog (registre aqui)



sábado, 27 de janeiro de 2007

más novas para 2007

A PBH está assumindo de vez o papel de madrasta malvada do funcionalismo e em particular dos trabalhadores em educação. As más novas se multiplicam e agora PimenteLL , PiLLar e cia não buscam mais esconder a raiva e o revanchismo para com o Sind REDE, os docentes e a educação municipal. Eis um resuminho da caixa de perversidades aberta pelos representantes do Partido dos TraPalhadores:

1- acréscimo de mais dias de trabalho - entre oito e onze no mínimo - no calendário escolar 2007, isto sem um centavo de reajuste sequer;

2- retirada do bolsa esmola - abono - para os que escolhiam, premidos pela penúria, trabalhar aos sábados. Significa que agora nas reuniões de sábados não haverá mais distribuição do pirulito pecuniário para engabelar os docentes e demais servidores. Em 2006 ia quem queria receber o abono. Em 2007, irão todos?

3- desmarcada por telefone a reunião de negociação, agendada no início de janeiro para o dia 25 do referido mês, para tratarmos do calendário escolar;

4- Para coroar: a PBH, via fax, comunicou que as liberações sindicais para o Sind-REDE serão sete - 07 . Até 2006, contávamos com 24 diretores, sendo 18 liberados para organizarmos nossa luta. A dupla PimenteLL e PiLLar joga pesado com os trabalhadores e abre a mão, cada vez mais, para os empreiteiros, os publicitários, cargos de confiança e aliados.

Agora começo a entender a metereologia que previu 2007 como um ano quente em demasia....

Prof. Geraldinho
E. M IMACO - diretor do Sind- REDE BH

Um comentário:

Blogdoprofessor disse...

Tem mais. No dia 26 o EM publicou uma extensa reportagem sobre a decisão da Secretária de Educação: não aceitar mais o Ensino Médio na rede no ano que vem.Tudo em cima da Lei. No dia 27/01 o EM publicou outra extensa reportagem. A secretária de Estado Vanessa Guimarães ficou pasma com a decisão da SMED e disse que nem se quisesse o estado daria conta de construir tantas escolas no ano. Disse,ainda, que uma reunião estava agendada para tratar do assunto, mas a secretária de BH adiantou-se e foi para os jornais falar sobre a decisão. Há várias falas de mães, pais, alunos, Sind Rede, profªdo Marconi(identificou-se), profª do Dom Orione(não quis se identificar). Todos dizem que assuntos relevantes tem sido decididos nos gabinetes, enquanto a população agoniza buscando uma forma de não perder o direito de estudar e trabalhar perto de casa. Há mais: o pessoal do Ensino Médio ficará excedente, e irá para onde houver vaga no ano que vem.Caso queiram ler e não assinem o EM ou o UAI, busquem no clipping da PBH.As matérias se encontram lá.
Modesta Trindade Theodoro